Thursday, July 31, 2014

Voluntariado


Voluntariado Casa da Videira
O programa de voluntariado da Casa da Videira é uma oportunidade para aprender e ensinar práticas regenerativas para o bem comum – o que envolve desde cuidar de galinhas até gerenciar uma horta, fabricar produtos artesanais e organizar um bazar. São duas modalidades:
O AVOLUNTARIADO, para quem tem experiência e quer ensinar algo, e o NOVOLUNTARIADO, para quem quer aprender.
Enquanto trocam conhecimentos, os voluntários podem contribuir com o trabalho nas seguintes áreas:
1- Manejo de resíduos: é uma das atividades centrais da Casa. Basicamente, significa trabalhar impedindo que nutrientes se transformem em poluentes. A rotina inclui coleta, seleção e organização de remanescentes orgânicos urbanos e seu processamento por meio de animais e plantas, técnicas de compostagem, minhocultura e manejo do processo de ciclagem em suas várias etapas. O trabalho demanda disposição, organização e alguma força física. Os horários preferenciais são pela manhã, bem cedo, e na parte mais fresca da tarde.
2- Comércio relacional: a Casa promove bazares regulares que ajudam na manutenção e no fortalecimento de relações. Os voluntários podem ajudar na seleção de itens, lavando e passando roupas quando necessário, na organização dos eventos e em sua divulgação. Para isso, é preciso ter capricho, delicadeza e capacidade de arrumação. O horário de trabalho é amplo, mas sua participação será requisitada em alguns sábados à tarde!
3- Agricultura domiciliar: horticultura. Trabalho com horta urbana, cultivo, semeadura, seleção de sementes e tubérculos, manejo de plantas espontâneas, preparação de canteiros, administração de água, podas, colheita e adubação orgânica. Quem quiser ajudar nessa área precisa ter disposição, vontade de aprender, paciência, amor pelas plantas e capacidade física regular.
4- Pecuária domiciliar: criação de animais. Inclui a preparação de cercas, gaiolas, manejo diário de animais de pequeno porte, limpeza e higiene de instalações, alimentação, sanidade e bem-estar animal, pesagem, preenchimento de fichas de controle, ordenha (quando na estação), coleta de ovos, abate (quando necessário), seleção de matrizes e controle sanitário. Assim como para os voluntários da agricultura domiciliar, o trabalho demanda disposição, vontade de aprender, paciência e capacidade física regular – além de amor pelos animais!
5- Produção: fabricação de sabão artesanal, caixas de compostagem e produtos com bambu, madeira e materiais recicláveis. Resgate das técnicas antigas de produção de sabão com aplicação de conceitos modernos de pesagem, precisão e melhoramento. Entre as atividades estão a formulação de sabão, manipulação de produtos cáusticos, embalagem, pesagem e distribuição do produto final para seus destinos – sempre com capricho e respeito às regras de segurança.
6- Manutenção: limpeza, consertos e conservação do espaço e dos equipamentos. Os voluntários dessa área devem ter alguma habilidade com ferramentas e máquinas, senso de equilíbrio, desejo de ver as coisas funcionando e capacidade de improvisação. Também é preciso fazer esforço físico com frequência, como carregar ou mover coisas pesadas. O trabalho ainda envolve a reutilização de materiais, conceitos de preciclagem e sobreciclagem, organização de ferramentas, pintura e substituição de peças ou partes desgastadas das instalações.
7- Comunicação e mídia: geração de conteúdo para o site da Casa e as redes sociais (Facebook, Twitter, Google+). Experiência na utilização dessas redes é bem-vinda! Sem esquecer, é claro, da boa redação e compromisso com a regularidade.
Cada período do programa tem três meses de duração, conforme as estações do ano. Para ingressar, os interessados devem participar de uma entrevista e de uma reunião que acontece no início de cada período, quando são apresentados os princípios da Casa e as atividades disponíveis.
A dedicação semanal pode ser de duas a oito horas, com direito a certificado a cada bloco de 30, até o limite de 150 por ano. O horário de trabalho é combinado com cada voluntário, com preferência para quem mora na região.
A turma de verão começa no dia 14 de janeiro de 2012.
Para se inscrever, basta enviar um e-mail para secretariadavideira@gmail.com.
Quem quiser conhecer a Casa da Videira e saber mais sobre suas ações pode fazer uma visita no Dia de portas abertas, que acontece todos os sábados, das 8h30 às 12h.  Os agendamentos também são feitos pelo e-mail secretariadavideira@gmail.com ou pelo telefone (41) 3016-9609.

  

O programa de voluntariado da Casa da Videira é uma oportunidade para aprender e ensinar práticas regenerativas para o bem comum – o que envolve atividades como cuidar de uma horta, tratar de animais, transformar material orgânico em adubo e fabricar produtos artesanais. São duas modalidades:

O AVOLUNTARIADO, para quem tem experiência e quer ensinar algo, e o NOVOLUNTARIADO, para quem quer aprender.

Enquanto trocam conhecimentos, os voluntários podem contribuir com o trabalho nas seguintes áreas:

Manejo de resíduos: é uma das principais atividades da Casa. A rotina inclui coleta, seleção e organização de remanescentes orgânicos urbanos e seu processamento por meio de plantas e animais, técnicas de compostagem, minhocultura e manejo do processo de ciclagem em suas várias etapas. O trabalho demanda disposição, organização e alguma força física. Os horários preferenciais são pela manhã, bem cedo, e na parte mais fresca da tarde.

Agricultura domiciliar: trabalho com horta urbana, cultivo, semeadura, seleção de sementes e tubérculos, manejo de plantas espontâneas, preparação de canteiros, administração de água, podas, colheita e adubação orgânica. Quem quiser ajudar nessa área precisa ter disposição, vontade de aprender, paciência, amor pelas plantas e capacidade física regular.

Pecuária domiciliar: criação de animais. Inclui a preparação de cercas, gaiolas, manejo diário de animais de pequeno porte, limpeza e higiene de instalações, alimentação, sanidade e bem-estar animal, pesagem, preenchimento de fichas de controle, ordenha (quando na estação), coleta de ovos, abate (quando necessário), seleção de matrizes e controle sanitário. Assim como para os voluntários da agricultura domiciliar, o trabalho demanda disposição, vontade de aprender, paciência e capacidade física regular – além de amor pelos animais!

Produção: fabricação de sabão artesanal, caixas de compostagem e produtos com bambu, madeira e materiais recicláveis. Resgate das técnicas antigas de produção de sabão com aplicação de conceitos modernos de pesagem, precisão e melhoramento. Entre as atividades estão a formulação de sabão, manipulação de produtos cáusticos, embalagem, pesagem e distribuição do produto final para seus destinos – sempre com capricho e respeito às regras de segurança.

Manutenção: limpeza, consertos e conservação do espaço e dos equipamentos. Os voluntários dessa área devem ter alguma habilidade com ferramentas e máquinas, senso de equilíbrio, desejo de ver as coisas funcionando e capacidade de improvisação. Também é preciso fazer esforço físico com frequência, como carregar ou mover coisas pesadas. O trabalho ainda envolve a reutilização de materiais, conceitos de preciclagem e sobreciclagem, organização de ferramentas, pintura e substituição de peças ou partes desgastadas das instalações.

Comércio relacional: a Casa promove feiras e bazares com a proposta de fortalecer a interação e as trocas entre as pessoas. Os voluntários podem ajudar na organização, realização e divulgação dos eventos. O horário de trabalho é amplo, mas sua participação pode ser requisitada em alguns sábados!

Comunicação e mídia: geração de conteúdo para o site da Casa e as redes sociais, como o Facebook. Experiência na utilização dessas redes é bem-vinda! Sem esquecer, é claro, da boa redação e compromisso com a regularidade.

A dedicação semanal pode ser de duas a oito horas, com direito a certificado a cada bloco de 30, até o limite de 150 por ano. O horário de trabalho é combinado com cada voluntário. Antes de ingressar, os interessados participam de uma entrevista, na qual são apresentados os princípios da Casa e as atividades disponíveis.

Para se inscrever, envie um e-mail para secretariadavideira@gmail.com.